Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

530 MILHÕES DE CRIANÇAS VIVEM EM LOCAIS COM CONFLITOS OU CATÁSTROFES

Mäyjo, 12.12.16

unicef

O número agora divulgado é arrepiante: perto de 535 milhões de crianças vivem em países afectados por conflitos ou catástrofes naturais. Os dados são da Unicef e indicam que quase uma em quatro crianças está a viver num local onde o acesso a cuidados médicos, educação de qualidade, nutrição e protecção adequada lhe estão negados.

 

Segundo o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) do total de crianças que vive em países afectados por situações de emergência, 393 milhões está na Africa Subsaariana, seguidos do Médio Oriente e do Norte de África.

O número crescente de conflitos, catástrofes naturais e as consequências das alterações climáticas estão a obrigar as crianças a abandonar os locais que lhes são familiares, ficando altamente expostas a doenças, violência e exploração.

Uma das situações mais preocupantes é a Síria, onde a escalada de violência provocou que o número de crianças forçadas a permanecer em zonas de risco, e sob cerco, tenha duplicado em menos de um ano. Dados da Unicef mostram que cerca de 500.000 crianças vivem actualmente em 16 zonas sob cerco no país, sem acesso a ajuda humanitária sustentada e serviços básicos.

Nigéria, Iémen, Afeganistão, Sudão e Haiti surgem igualmente neste alerta da Unicef. No nordeste da Nigéria mais de um milhão de crianças estão deslocadas; no Afeganistão metade das crianças em idade escolar primária não tem acesso à educação; no Iémen perto de dez milhões de crianças estão a viver em zonas de conflito e no Haiti, como consequência do furacão Matthew, mais de 90 mil crianças com menos de cinco anos não teve ainda acesso à tão necessária assistência.

Muitos foram os progressos alcançados pela Unicef nas últimas décadas no cuidado com as crianças a nível mundial, mas os dados agora conhecidos ameaçam deitar por terra todo o trabalho dos últimos anos.

O documento oficial com estes dados será tornado público no próximo domingo, 11 de Dezembro, dia em que se celebram os 70 anos de trabalho sem interrupção desta instituição a levar ajuda vital, apoio a longo prazo e esperança a crianças nos locais mais difíceis do mundo.

Foto: Al- Issa / Unicef Facebook 

 

E se deixar de mexer no telemóvel desse água?

Mäyjo, 04.02.16

 

Ficar dez minutos sem mexer no telemóvel dá um dia de água potável a crianças carenciadasA Unicef, há quase 2 anos, teve uma iniciativa , chamada Tap Project. Pediu a todos os utilizadores de iPhone para deixarem o seu smartphone parado, em cima de uma superfície rígida, durante dez minutos. Se o conseguissem fazer, o desafiado conquistava um dia de água potável para uma criança que não tinha acesso a este recurso.

A campanha pode parecer artificial, mas a Unicef dizia que ela ajudaria algumas das 768 milhões de pessoas do mundo, que ainda não possuem acesso a água potável, a garantir este recurso básico.

O smartphone tinha de estar ligado no site da campanha e o utilizador deveria carregar no start. A cada dez minutos sem mexer no aparelho, os patrocinadores da Unicef garantiam que uma criança teia acesso a água potável.

A cada desafio cumprido, eles comprometiam-se a doar a quantia necessária para fornecer água para uma criança necessitada.

A ideia é consciencializar as pessoas para o problema da falta do recurso no mundo – e para a importância em economizá-lo – ao tirar destas algo que realmente elas dão importância, o telemóvel – neste caso o iPhone, uma vez que o jogo não funciona com nenhum outro smartphone. É que o site da campanha lê os sensores, precisamente, do iPhone, pelo que se o utilizador mexer nele, ele recebe essa informação.

O recorde do Tap Project é de mais de 275 horas sem mexer no aparelho, o que significa que este utilizador já garantiu um dia de água para 1.650 crianças necessitadas.

Ainda que seja por uma boa causa, este projecto acaba por deixar uma sensação estranha no ar. Não haverá uma forma mais simples – e quiçá menos interesseira – de ajudar quem não tem acesso a água potável?

Foto:  DFAT photo library / Creative Commons

 

9 Factos ridículos sobre água que não vais acreditar que são verdadeiros em 2014

Mäyjo, 24.03.14

Mas eles são verdadeiros!

1.  768 milhões de pessoas não têm acesso a água potável.

2.  Isso é aproximadamente do tamanho da Europa - e mais que o dobro da população dos EUA.

Isso é mais ou menos do tamanho da Europa - e mais que o dobro da população dos EUA.

3.   Mulheres e meninas carregam a maior parte da carga (70%) de obtenção de água potável; um sério corte no seu tempo para o trabalho, estudo ou coisas como esta:

9 Fatos ridícula sobre água que você não vai acreditar são verdadeiras em 2014

4.  Na África subsaariana, as pessoas gastam 40 bilhões horas por ano apenas caminhando para ir buscar água.

Na África subsaariana, as pessoas gastam 40 bilhões horas por ano apenas caminhando para coletar água.

5.  Fraco acesso à água potável e saneamento moderno causa perdas económicas estimadas em 260.000 milhões dólares anualmente em países em desenvolvimento.

9 Fatos ridícula sobre água que você não vai acreditar são verdadeiras em 2014

6.  185 milhões de pessoas dependem de rios e ribeiros para terem água potável - alguns deles extremamente poluídos.

185 milhões de pessoas dependem de rios e córregos para sua água potável - alguns deles extremamente poluído.

7.   A água é um assassino. A água suja espalha doenças como a diarréia, que mata 1600 crianças com menos de 5 anos a cada dia.

9 Fatos ridícula sobre água que você não vai acreditar são verdadeiras em 2014

8.  O acesso à água potável e saneamento básico podem melhorar a frequência escolar das meninas de forma significativa.

O acesso à água potável e saneamento básico podem melhorar a freqüência escolar das meninas de forma significativa.

A matemática é simples - para cada hora que elas não gastam a ir buscar água, podem gastá-lo na sala de aula! 

E manter as meninas na sala de aula por mais tempo é crucial para o desenvolvimento de qualquer país.

9.  Vamos terminar com uma boa notícia. 

Desde 1990, cerca de 2,1 bilhões de pessoas passaram a ter acesso à água potável.

9 Fatos ridícula sobre água que você não vai acreditar são verdadeiras em 2014

Bastante impressionante, considerando que a população atual da Terra é de 7 bilhões. Mas não é o suficiente - nós temos que continuar até que todos tenham acesso à água potável. Esse é um dos objetivos da UNICEF. 

Saiba como estão tentando fazer isso acontecer aqui , e diga-lhes o que a água significa para você aqui .

Não use o seu telefone e ajuda a dar água potável às crianças que precisam

Mäyjo, 17.02.14

Um desafio para os meus alunos e para quem quiser alinhar:

 

A UNICEF tem um projeto para ajudar as a dar água potável às crianças mais carênciadas.

 

Para participar basta aceder à página em baixo, seguir os passos e não mexer mais no telemóvel.

 

Vamos ver que consegue e vence o desafio...

 

eu já vou em 10 minutos!

 

 

 

Clica na imagem ou no link, e segue as instruções!

 

 

 

 

 

http://tap.unicefusa.org/

 

 

Participa e ajuda a ajudar!